nome blog

Resenha - Surpreendente

14 de fevereiro de 2017

Bom dia pessoal, tudo bem? Hoje teremos por aqui a resenha de Surpreendente, um livro que nos trás uma história bem legal, apesar do meu amor e ódio pelo personagem principal, gostei muito de todo o enredo do livro. Vamos lá conferir?!
SINOPSE: Pedro Diniz tem um desafio e um problema pela frente. O desafio: filmar um roteiro magnífico capaz de surpreender o público e conquistar o prêmio mais importante do cinema brasileiro. O problema: não ter a menor ideia de como fazer isso. Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma vídeo locadora na periferia, Pedro planeja seu próximo filme - a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração. A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem, feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos.
LIVRO: Surpreendente | AUTOR: Maurício Gomide | ANO: 2015 | EDITORA: Intrínseca | PÁGINAS: 272 | NOTA: 4/5

Pedro é um jovem de 25 anos, cineasta recém-formado que durante a adolescência descobriu uma doença degenerativa nos olhos. Em alguns anos ele não enxergaria mais nada, mas por algum motivo que nem a medicina conseguia explicar, a doença de Pedro estaciona. Pedro então acha que é um ser muito especial, que ele tem uma missão no mundo.
Ele acredita que essa missão seja levar o amor que ele tem pelo cinema para todas as pessoas, ele gerencia o último cineclube da cidade de São Paulo no Café Cultural e também gerencia a locadora de filmes VIP que fica na periferia. Um dos maiores objetivos de Pedro é ganhar o Cacau de ouro, que é o maior prêmio do cinema nacional. Para alcançar esse sonho ele conta com a ajuda do seu melhor amigo Fit, que também é cineasta, juntamente eles procuram o roteiro perfeito para poder participar desse concurso.
“ – Nossa vida é feita de um monte de momentos esquecíveis, entremeados por pouquíssimos inesquecíveis. Por que não darmos a nós mesmos o presente de tentar viver um inesquecível?”
Mas como tudo que é bom, dura pouco, Pedro passa por um grande turbilhão de acontecimentos, abalando seu psicológico e fazendo com que não veja mais só o lado bom da vida. É quando ele resolve sair em busca de mais conhecimento e entendimento de tudo que vem acontecendo, o que ele não esperava era poder contar com a companhia dos amigos Fit e Mayla e da sua mais nova paixão Cristal, eles então vão visitar sua avó no interior de Goiás, e lá Pedro também descobre um dos maiores segredos da sua vida.
Confesso que em um primeiro momento esse livro me chamou muita atenção pela capa e por tudo que li sobre. Quando comecei a leitura estava bastante empolgada, com as expectativas lá no alto. Mas com o desenrolar da história eu fui desanimando, o livro não me envolvia, fui achando o Pedro chato, mimado, egoísta e se fazendo de vitima. Mas quando eu já não tinha mais esperanças de que as coisas pudessem melhorar eis que o livro tem uma reviravolta incrível. Pude então entender o porque dele ser tão maravilhoso.
“ Aproveite o dia, torne sua vida extraordinária... Lute em grande desigualdade, enfrente inimigos sem temor... Seja um marinheiro do mundo, em viagem por todos os portos... Viva para ser governador da vida, não um escravo... Dance, bata palmas, exalte, grite, pule, rodopie, flutue...”
O meu personagem favorito com toda certeza foi Cristal, ela é uma garota incrível que trás um tchan a mais para o livro, engraçada, de personalidade forte, sabe o que quer, luta pelo que quer, inteligente. Queria ela como minha amiga.
“Quem tem um porquê, enfrenta qualquer como.”
A trama que o Mauricio criou é bem interessante, nos trás um romance bem leve, nos fala sobre assuntos sérios, trás inúmeras referencias maravilhosas ao cinema. Gostei bastante da escrita do autor, ele escreve de forma leve e fácil de ser entendida.
“Não sei onde errei, se fui exigente, negligente, ou se me agarrei na segurança de que ela nunca ia tomar a decisão de ir embora.”
Gostei da leitura, apesar de ter desanimado um pouco durante a leitura, o desfecho do livro é incrível e me tocou de uma forma que eu não imaginava que me tocaria, quando me dei conta estava com lágrimas escorrendo pelos olhos. 

E vocês já conheciam a história, já leram esse livro? O que acharam? Deixe seu comentário.
Beijos

5 comentários:

  1. eu A D O R O livro que faz a gente chorar e estou arrepiada com as frases do livro que você trouxe pra cá; fiquei bem curiosa, ainda mais pra saber se acharei o livro mediano do meio para o fim, surpreendendo-me depois.

    PS: o que são essas páginas com frases? TÔ APAIXONADA


    Beijo Barbs

    ResponderExcluir
  2. Bárbara, só via a capa desse livro em lançamentos ou em sites de vendas.
    Nas nunca li a sinopse, e essa é a primeira resenha que leio.
    O problema do personagem principal não deve ser fácil. E talvez por isso ele deve ser tão egoísta ...
    Mas o legal é que a história foi se tornando mais interessante não é?!

    Talvez eu ainda leia. ;)

    ResponderExcluir
  3. Poxa, me arrependendo de não ter comprado o livro durante as várias promoções! Sua resenha me deixou bastante curioso, espero encontra-lo por um preço novamente haha

    Abraço!
    http://lupiliteratus.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Esse livro pela sinopse me pareceu um drama, o que não me atrai nem um pouquinho e apesar de ter partes interessantes o Pedro me pareceu um pouco imaturo... não sei se leria

    ResponderExcluir
  5. Nossa, que pressão que Pedro tem sobre suas costas, imagina criar algo grande assim?
    Achei historia bastante linda, de superação e bastante desafios. Acho que inspiração, pois ele (acredito eu) que vai descobrir que essa atormentações não precisa se vivida sozinho

    ResponderExcluir