nome blog

Resenha - O Duque e Eu

4 de junho de 2016

LIVRO: O duque e eu | SÉRIE: Os Bridgertons – 1 | AUTOR: Julia Quinn | ANO: 2013 | EDITORA: Arqueiro | PÁGINAS: 288
SINOPSE: Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo.Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.  
Essa história, é sobre Simon, filho do Duque Hastings e de Dapnhe, filha do casal Violet e Edmund Bridgertons. Simon é filho único e perdeu a mãe logo que nasceu, tinha um relacionamento conturbado com o pai e passou a vida estudando e viajando mas, após o falecimento do pai, retorna para Londres. 
Daphne ao contrário de Simon, tem uma família grande, unida e amorosa, sendo ela a quarta filha do total de oito. Como a mais velha das mulheres e já na idade para se casar, faz  com que sua mãe, a viscondessa Violet tente lhe arrumar um marido de qualquer forma.
Quando Simon conhece Daphne em uma das festas dadas pela alta sociedade de Londres, lhe faz uma proposta: ele fingiria que estava cortejando-a, dessa forma livra-se das jovens que teria que cortejar e ao mesmo tempo atrai bons partidos para Daphne.
Ela uma garota de personalidade marcante, alegre e sonhadora, ele, um rapaz sério e determinado no seu propósito de nunca se casar. Só que eles não esperavam que teriam que lutar tanto para controlar seus sentimentos e no desenrolar dessa história, a paixão acaba tomando conta dos dois.



Júlia Quinn tem uma forma tão linda de escrever sobre o amor, que eu tive vontade de ter vivido em 1813. É uma história cercada de romantismo, com certo suspense e ansiedade para esperar o último capítulo e ainda, uma boa dose de bom humor. A leitura é tão envolvente e fácil, que quando a gente se dá conta, o livro já chegou ao fim. Os personagens são muito bem construídos e com uma boa evolução no decorrer da história e os diálogos são inteligentes e de tirar o fôlego.


" Na verdade, acredite se quiser, eu ia dizer que embora o conceito de solidão eterna seja, às vezes, tentador, acho que me sentiria incompleta sem minha família. "


A riqueza de detalhes é um ponto fortíssimo da história, a autora consegue descrever na medida certa cada cena, o que os personagens estão vestindo, como se portam, o ambiente que se encontram. Não sei se foi só comigo, mas em alguns momentos eu conseguia visualizar a cena completa, como se estivesse realmente inserida na história.

                
" - Daff - começou ele, ainda sem ter certeza do que dizer, mas esperando que as palavras de alguma forma saíssem corretas e de uma vez só. - Não... não é você. Se pudesse ser alguém, seria você. Mas casar comigo a destruiria. Eu jamais poderia lhe dar o que você quer. Você morreria um pouco a cada dia, e assistir a isso me mataria. "                                                                                                                              
Ainda estou procurando palavras para descrever o quanto eu amei esse livro. Romance de época não era um dos meus gêneros preferidos mas, O Duque e Eu fez com que eu começasse a me apaixonar. É um livro completo que nos traz uma maravilhosa e envolvente história de amor.






2 comentários:

  1. Já ouvi tanta gente falar bem desse livro que to apaixonada nas resenhas. acho que preciso ler ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fê leia! Ele é lindo, lindo. Julia Quinn escreve maravilhosamente bem, você vai gostar. <3

      Excluir